• Agepar
  • Agepar
  • Agepar
  • Agepar

Notícias

27/03/2018

Comissão de Obras aprova indicação de Omar Akel para Diretor Presidente da Agepar

A comissão de Obras Públicas, Transportes e Comunicação da Assembleia Legislativa do Paraná aprovou hoje, por unanimidade, durante sabatina, o nome do arquiteto e urbanista Omar Akel, para o cargo de Diretor-Presidente da Agência Reguladora do Paraná (Agepar), com mandato válido por três anos.

Além de Akel, foi aprovado, igualmente por unanimidade, o nome da economista Rejane Karam, para assumir a diretoria de Regulação Econômica e Financeira.
Participaram da sabatina os deputados estaduais, Tião Medeiros, que preside a Comissão de Obras Públicas; Paulo Litro, Rasca Rodrigues e Ademir Bier. Após a aprovação da comissão de obras, os nomes serão encaminhados para o Governador Beto Richa expedir os decretos de nomeações.

Omar Akel é formado pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e possui experiência dentro de diversos níveis da administração pública. Foi diretor técnico da Cohab; presidente do IPPUC, do Ipardes e da Mineropar. Ocupou o cargo de administrador Regional da Matriz (Prefeitura de Curitiba) e desde janeiro de 2015 exercia o cargo de diretor-presidente da Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec).
Rejane Karam é formada pela UFPR, possui MBA em Engenharia de Custos pela Universidade Federal Fluminense e mestrado em Políticas Públicas pela UFPR. Foi coordenadora do Programa de Federalização de Rodovias do DER/PR e atualmente ocupa a chefia da Coordenação de Planos e Programas de Infraestrutura da Secretaria de Infraestrutura e Logística – SEIL.

O diretor jurídico da Agepar, Maurício Ferrante, no exercício da presidência, ao ser convidado pelo presidente da comissão para compor a mesa de trabalho, agradeceu os membros pelo suporte que a casa de leis tem dado ao desenvolvimento dos trabalhos da Agepar. “Temos tido todo o apoio desta casa na aprovação de leis e medidas que auxiliam em nosso trabalho e na nossa estruturação, e isto é de extrema importância para o desenvolvimento das nossas atividades”, comentou.

Akel, ao ser sabatinado, defendeu maior estruturação da Agepar para poder atender ao volume de trabalho que lhe é demandada. Akel ressaltou que é preciso maior amplitude na atuação da Agepar, uma vez que o corpo técnico é qualificado, mas ainda insuficiente. “A função da agência é ser um grande instrumento para preencher as lacunas na infraestrutura, principalmente em tempos de escassos recursos. Uma das saídas é trabalhar com as parcerias público-privadas, mas com um controle que garanta o equilíbrio financeiro e o retorno ao investidor, e que não pese para a população”.

Na opinião de Rejane Karam, a estruturação técnica do corpo de funcionários vai permitir um trabalho de melhor qualidade e controle por parte da Agepar. “Ainda somos novos do ponto de vista da efetividade das nossas ações, porque somente em 2016 houve um incremento na agência, que foi instituída em 2002. A estrutura da Agepar é pequena, e com novos servidores certamente vamos melhorar muito a capacidade de fiscalização e de autuação naquilo que for necessário”, concluiu.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.